sexta-feira, 18 de março de 2011

Provérbio da Graça

O meu bairro é lindo, tem miradouros e casas coloridas nas ruas em subida. Dum lado vê-se o rio, do outro as outras colinas da cidade e também o rio: o rio está por toda a parte.
O meu bairro é lindo, não fossem as pessoas que o estragam. Quando saio de manhã mil olhos, velhas que aparecem por encanto com urgências de lixo à porta – bom dia, menina! – a ver se saio sozinha, como vou vestida – bom trabalho, menina!
Quando saio de manhã mil olhos, sinto-os nas costas quando viro à esquerda para a paragem do autocarro. Isto aqui uma aldeia, quem dera ser mosca curiosa em voo debicado: ouvir o que dizem as velhas com urgências de lixo à porta quando viro à esquerda por encanto. Em críticas: que espalhafatosa!, ou talvez lamentando-me: uma rapariga tão jovem e a viver sozinha!
Quando volto ao final da tarde, ainda mais é o meu bairro lindo - qualquer miradouro e o rio por toda a parte. No meu bairro pergunto sempre pela Graça, onde está, como passa:
- A Graça está na praça.
A Graça é a minha amiga do bairro, conquistou-me à primeira assim que transpôs minha soleira: sorriso de peixeira, riso fácil e malandrinho; a Graça reserva-me um peixinho, e leva-me legumes, tudo muito fresquinho. É coisa de mais meia menos meia hora, aí aparece de mão na anca para dar um dedinho de conversa:
- Ai, minha querida!, que me sobrou alho francês, faz uma sopinha e o mais o darei à vizinha.
Generosa, a Graça, e sempre tão engraçada nos ditotes:
- Que lá te interessa o que zurra a voz alheia, filhinha... quando o sono chega, a almofada esquece a adivinha.


- Vozes de burro não chegam ao céu

Provérbio com graça

A pasta resvalando ombro abaixo com juras de hérnias futuras, onde o bilhete?, cá está o maldito!, e luz verde, abre-te portinhola que estou com pressa. Finalmente a subida à boca do Metropolitano donde parte a aorta da cidade a bombear passageiros para as artérias principais. O ar que se respira não é puro. Inspiro, expiro, eis a rua que procuro; mas pouco oxigeno e então pouca assim a inspiração. Ainda assim ensaio respostas: principal qualidade: a pró-actividade!; ah, e o defeito?, muito perfeccionista, que soa a qualidade. Suo. Chego à porta transpirado e prometo-me ficar calado.

- Mais vale cair em graça do que ser engraçado

Provérbios provados espaçados - III

É sabido que este blog hiberna, mas aproxima-se o degelo.
Viva a Primavera!